Olá crespos e crespas. Desde já quero desejar muita saúde, amor e trabalho a todos os nossos leitores e simpatizantes. Que 2016 seja um ano cheio de cremes para pentear e óleos vegetais maravilhosos para as nossas carapinhas 🙂 . Saudações feitas, vamos a que interessa: o nosso tema de hoje. Porque ainda estamos com as cabeças frescas e o ano ainda esta em modo “lentium” pela ressaca das festas,

Pois é, depois de muito pensar e hesitar, lá decidimos fazer a transição finalmente chegamos a altura do Big Chop. Totalmente emocionadas, vamos ao cabeleireiro ou barbeiro e zás  …. estamos ao natural. E agora? O que fazer? Por onde começar? Estas são as dúvidas que muitas vezes povoam a mente de uma recém natural. Neste artigo vou tentar dar uma ideia, sob o meu ponto de vista, de como

22

Fev 2015

O ser natural

Olá gente amiga, sejam muito bem-vindos a este nosso cantinho. Depois de muito ensaio, finalmente o blog nasceu. Quase que como um filho, eu, com o incomparável suporte do meu adorável esposo e do nosso querido amigo Hélder Chamba, venho desenhando e estudando a melhor maneira de materializar este cantinho de troca de ideias que é o Naturalíssima. Durante algum tempo e, após varias ideias sobre o que trataria no primeiro artigo

Uma das principais dúvidas para quem deseja iniciar a sua jornada natural é como fazê-lo. Bom, para esta questão tão importante existe uma resposta curta e simples: pode-se optar pelo Big Chop ou pela transição. Vamos ver agora em detalhe cada um dos métodos: O Big Chop – o Big Chop significa literalmente o grande corte, ou seja, o corte total e completo do cabelo alterado quimicamente. Ele pode ser